FERROVIÁRIA 90 ANOS – “Goiano” escreveu importante página na história da Ferroviária

Texto: Jornalista João Paulo Ouverney. Reg MTb 20.087. Fotos: JP Ouverney e acervo da Ferroviária

 

Benedito Santiago, popular “Goiano”, também escreveu uma importante página no livro dos 90 anos da Associação Atlética Ferroviária.

 

Mineiro de São José do Alegre, onde nasceu em 5 de abril de 1929,  seu apelido nada tinha a ver com o Estado de Goiás, e sim pelo fato de que, quando veio da roça seus amigos o chamavam de “Frangoiano”, apelido que ele não aprovava, porém depois foi reduzido a “Goiano” e o mesmo acabou aceitando “de boa”.

Goiano trabalhou no Banco Moreira Sales e depois ingressou na área metalúrgica em Pindamonhangaba, onde trabalhou na indústria de alumínio AISA, empresa onde se aposentou.

Sua ligação com o esporte começou cedo, aos 13 anos, quando atuava pelo São Paulo, fez parte da comissão técnica e foi técnico do time da AISA. Em seguida tarde ingressou no Departamento de Esportes da Ferroviária, onde “foi de tudo” desde roupeiro zelando pelo uniforme, responsável pelo campo e nos jogos aos finais de semana colaborava como apoio a Comissão Técnica, na qualidade de massagista.

Seu amor, dedicação e trabalho pelo time alviverde foram tão intensos que ele recebeu o título de Conselheiro Vitalício, participando ativamente até pouco tempo antes de ficar doente, das ações do Conselho Deliberativo – uma verdadeira história de quase 30 anos, coroado como “campeão” pois inúmeras vezes.

Sempre orgulhavava-se de colaborar na formação esportiva e humana das crianças e adolescentes que participavam da Escolinha de Futebol do clube. Goiano ainda atuou no Futebol de Salão colaborando com o empresário Lauro Jeans e também durante vários anos fez parte da comissão técnica do futebol da cidade que representava Pindamonhangaba nos Jogos Regionais e Jogos Abertos.

Goiano sempre foi trabalhador, gostava da labuta e até 2013 era colaborador da AA Ferroviária, quando se afastou por recomendação médica devido ao seu estado de saúde.

E dois anos depois essa história de amor teve fim. A Ferroviária perdeu no dia 22 de janeiro de 2015, um de seus mais ilustres associados: Benedito Santiago, popularmente conhecido como “Goiano”, deixava a vida e retornava à pátria espiritual.

Internado há quase um mês na Santa Casa local, Goiano encerrou sua missão terrena aos 86 anos,  deixando uma enorme quantidade de amigos, a maioria ligada a área esportiva, a qual dedicou a maior parte de sua vida. Torcia para o São Paulo FC na capital paulista.